Uma boa filtragem em Biodiesel

Derivado do petróleo, o óleo diesel é um combustível fóssil bastante utilizado em motores de veículos de grande porte, carros, caminhões, tratores, locomotivas e embarcações, além de equipamentos e máquinas pesadas da indústria. Com a adição do éster vegetal ou animal ao diesel passou a se chamar BIODIESEL. O Biodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, que substitui total ou parcialmente o óleo diesel de fonte mineral nos motores de combustão interna de ciclo diesel. Embora o diesel não seja miscível em água o éster é higroscópico (absorve água da umidade atmosférica). Uma das razões pelas quais o biodiesel pode absorver a água é a persistência de mono e de glicerídeos que sobraram de uma reação incompleta na sua produção que causam um enorme problema para os usuários.

Por ser tão essencial para o bom funcionamento dos motores dos equipamentos, o BIODIESEL precisa ser analisado com frequência, para que problemas sejam evitados, identificados ou antecipados. A principal falha hidráulica apresentada pelos óleos diesel é causada por contaminação. Água, ar e partículas são algumas das principais fontes contaminadoras do BIODIESEL. Equipamentos mal tampados ou com vedações gastas podem permitir a entrada de partículas que danificam o motor.

A água também é um contaminante perigoso. Vazamentos, umidade atmosférica, reações químicas internas são algumas das fontes de contaminação pela água, que pode causar desgastes dos equipamentos, corrosão, mofo, variação da viscosidade do fluido, entre outras falhas.

O BIODIESEL é um produto que tem que ser filtrado toda vez que é colocado em reservatório, na verdade existe várias formas de filtração de BIODIESEL, a filtragem mais importante é quando este produto entra no tanque da máquina que tem que atender algumas normas estabelecidas para postos de combustível com partículas até 5µ e 200 ppm de água, quando temos reservatórios sem filtros de saída esse produto chega no tanque da máquina fora desse padrão.

COMO FAZER UMA BOA FILTRAGEM DO BIODIESEL

Existe a necessidade de ter filtros na saída do tanque e não adianta ter filtro com telas inox, bronze sinterizado, pois estes filtros atuam acima de 200µ e não fazem a retenção da água que está em forma misturada ou dissolvida, ocasionando assim todos os problemas nos motores.

Para uma boa filtragem temos outras mídias filtrantes bem melhores que atendem: ELEMENTO CARTUCHOS, PAPEIS HIDROFOBICOS, realmente são produtos que requer a troca do refil, mas isto é investimento em qualidade e o estabelecimento ganha depois lá na frente, evitando assim desgastes prematuros dos motores, quando uma unidade de injeção vai para o bombista o investimento é muito maior e o estabelecimento continua com o mesmo problema.

Na hora de comprar um filtro para sistema de abastecimento, procure pessoas que tenham experiência nessa área. Estamos cansados de ver consumidores que ganharam filtros dos distribuidores de BIODIESEL e estão achando que seu BIODIESEL está sendo filtrado, na verdade, foi dado a este usuário um filtro em tela que não atende sua necessidade, pois a tela só filtra partícula muito grande

Quando falamos de uma filtragem de 5µ temos que ter a consciência que são partículas que não enxergamos, pois a vista humana tem capacidade de enxergar até 100µ tamanho fio de cabelo, abaixo disso só com auxílio de microscópios.

Pensamos que a seriedade nesse assunto, filtração, fosse levado mais pela técnica do que pelo agrado enganado, quem DÁ não sabe o que está dando, e quem recebe só enxerga por fora, também não sabe o que está recebendo.

 

Tudo isso, creio eu, que seja a palavrinha mágica CUSTO toda vez que o custo vem à frente da técnica inverte-se os papeis.

TÉCNICA PARA MELHORAR OS CUSTOS uma vez aplicada tenho certeza de que os custos vão baixar.

Selos

TECFILTRO COMERCIO DE FILTROS EIRELI-ME - CNPJ: 21.536.557/0001-11 © Todos os direitos reservados. 2021